• Home
  • Notícias
  • Educação
  • Professora de Aparecida do Taboado que iniciou carreira em Suzano comenta massacre em escola

Professora de Aparecida do Taboado que iniciou carreira em Suzano comenta massacre em escola

Camila Helem, da redação | 14 de Março de 2019
Professora de Aparecida do Taboado que iniciou carreira em Suzano comenta massacre em escola

      Aparecida do Taboado (MS) – A professora de Língua Portuguesa, Conceição Mendonça, falou com o Costa Leste News na manhã desta quinta-feira (14) sobre o massacre na Escola Estadual Raul Brasil, instalada na região central de Suzano, na Grande São Paulo.

      Conceição iniciou sua carreira na Diretoria de Ensino de Suzano e lecionou por algum tempo em uma escola de periferia da cidade. Para ela, que chegou a conviver com a rotina do município, o que desencadeou a chacina, que acabou deixando 10 mortos e pelo menos 16 pessoas feridas, tem muito mais a ver com a falta da transferência de responsabilidades e valores aos jovens (como merecimento, empatia e gratidão), que o ‘bullying’ que um dos atiradores teria sofrido, conforme informou a família.

    “Sabe, me parece que a questão aqui não é bulliyng, mas a falta de sofrimento, de dificuldades reais. Nossas crianças não estão sendo ensinadas a serem responsáveis, a cumprirem suas tarefas e objetivos, a merecerem colher o fruto de seu ‘trabalho’”, avaliou ela. Conceição ponderou que os jovens hoje em dia estão muito superficiais e, ao mesmo tempo, frágeis. “Eu tenho a impressão de que aqueles garotos pensavam que a vida é um jogo de vídeo game”, disse ela.

    Neste mesmo sentido, o Colégio Salesiano Santa Terezinha veiculou nesta quinta-feira (14) uma carta produzida pelo Centro de Educação Limitada Integrada que fala sobre as influências tecnológicas e digitais na vida de pais e filhos que causam o distanciamento deles, cada vez mais comum em tempos modernos.

    O texto reforça o que a Conceição pontuou, afirmando que “hoje temos pais digitalmente distraídos, indulgentes e permissivos, sem o estabelecimento de regras” e continua dizendo que as crianças estão sendo criadas sob um sentido de ter tudo sem merecer ou sem ser responsável por ter. “As crianças estão sendo estimuladas e superdimensionadas com objetivos materiais e são privadas de conceitos básicos de uma infância saudável, tais como pais emocionalmente disponíveis, limites claramente definidos, responsabilidades, nutrição equilibrada e sono adequado”. O texto ainda reforça que “nossos filhos estão em estado emocional devastador”.

    Segundo dados do Centro, há um aumento constante e agudo de doença mental entre jovens, onde 1 em cada 5 crianças tem problemas de saúde mental. Dados ainda dão conta de que houve um aumento de 37% em casos de depressão na adolescência e um aumento de 200% na taxa de suicídio entre crianças de 10 e 14 anos.

 

Segurança

      Sobre segurança nas escolas, Conceição foi categórica ao afirmar que “toda escola ou órgão público precisa, nos tempos de hoje, ter um controle de entrada e saída de pessoas”. Ele esclareceu o motivo: “não em sentido policial, mas de filtragem e observação”.

      A professora mencionou que é típico do Estado de São Paulo ter inspetores de alunos nas escolas, o que, segundo ela, não acontece em Mato Grosso do Sul, mas que isso não minimiza a necessidade de haver um profissional de segurança nos portões para garantir a segurança de alunos e profissionais nas escolas do país.

      Em sua página no Facebook ela deixou uma mensagem aos amigos de Suzano, às vítimas e familiares pelo acontecido. Veja na imagem.

 

Suzano

      Em Suzano, dois ex-alunos – um de 17 e outro de 25 anos – abriram fogo durante o intervalo na escola e acabaram matando alunos, coordenadora pedagógica e inspetora, deixando ainda pelo menos mais 16 pessoas feridas, dois em estado grave. A dupla teria se suicidado depois.

      A Polícia agora investiga os motivos do ataque e se há outras pessoas envolvidas.

Aparecida do Taboado

Categoria : Educação

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.