• Home
  • Notícias
  • Geral
  • ​Barbeiro Idelfonso falece aos 69 anos e corpo está sendo velado na Funerária Nossa Senhora Auxiliadora

​Barbeiro Idelfonso falece aos 69 anos e corpo está sendo velado na Funerária Nossa Senhora Auxiliadora

Camila Helem, da redação | 11 de Julho de 2019
​Barbeiro Idelfonso falece aos 69 anos e corpo está sendo velado na Funerária Nossa Senhora Auxiliadora

      Aparecida do Taboado (MS) – Bastante conhecido pela comunidade aparecidense, o barbeiro mais experiente de Aparecida do Taboado, Idelfonso Lafaete Martins, faleceu na tarde de ontem (10), por volta da 17h, na zona rural de Costa Rica-MS, onde estava morando desde o final de dezembro de 2017, quando se mudou com a família para curtir a aposentadoria.

      Filho do casal Sebastião Antônio Martins e Sebastiana Antunes da Silva, Idelfonso nasceu no dia 23 de janeiro de 1950 em Aparecida do Taboado. Ele deixa três filhos do primeiro casamento e a esposa Maria de Fátima Martins, com quem convivia atualmente.

      No dia 11 de dezembro de 2017, quando Idelfonso completou 49 anos de profissão exercidos em Aparecida do Taboado, ele recebeu Moção de Congratulações da Câmara Municipal, uma das honrarias mais importantes da Casa. No texto, o vereador José Natan de Paula Dias, autor da homenagem, destacou: “é com um misto de satisfação e gratidão que a Câmara rende nesta noite suas homenagens ao senhor Idelfonso pelos 49 anos de profissão como barbeiro, exercidos com esmero e dedicação em nossa cidade”.

     “Delfonso”, como era chamado por clientes e amigos, saiu da roça onde foi criado pelos pais aos 18 anos e migrou para a cidade em busca de um futuro melhor. Logo de início já comprou uma barbearia e aprendera a atividade em poucos dias junto do ex-proprietário. E é nessa mesma barbearia que ele passou 49 anos de sua vida e tirou o sustento da sua família, criando 3 filhos.

     No dia 23 de dezembro de 2017, Idelfonso deixou a barbearia para voltar às suas origens: o campo, “todo o dinheiro que eu consegui juntar em uma vida toda de trabalho eu usei pra comprar um pedaço de terra, que um dia eu jurei voltar [pro sítio]. Lá eu vou criar gado, galinha, porco, tirar leite e plantar o que der pra colher. Eu sou muito grato por todos esses anos na cidade, mas eu sempre sonhei em voltar pra lida no campo. E a hora chegou”, disse ele – à época – ao Costa Leste News.

     O corpo do sr. Idelfonso está sendo velado por amigos e familiares na Funerária Nossa Senhora Auxiliadora e o sepultamento deve ocorrer nesta sexta-feira, às 8hs (horário de Brasília), no Cemitério Municipal.

Aparecida do Taboado

Categoria : Geral

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.