Aparecida do Taboado é contemplada com R$ 450 mil para a Saúde

Camila Helem, da redação | 23 de Julho de 2019
Aparecida do Taboado é contemplada com R$ 450 mil para a Saúde

O pacote de investimento do Ministério da Saúde no Estado tem recursos para o Hospital Regional de Campo Grande e mais 60 municípios, inclusive para Aparecida do Taboado. Ao todo são R$ 167 milhões que foram anunciados na manhã de ontem (22) pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, em parceria com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

No evento, que foi realizado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, o ministro disse que estes investimentos podem ajudar muito a diminuir o “estresse na saúde”.

Apenas para a habilitação de serviços do SUS (Sistema Único de Saúde) em hospitais e centros de atenção psicossociais, o repasse de recursos será de R$ 16 milhões, que deve alcançar 13 municípios. Neste pacote entram novos leitos em UTI, repasses de verbas para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), postos de assistência médica, saúde indígena e policlínica de atendimento à mulher.

Prefeito Robinho (canto esq.) esteve presente no ato

Aparecida do Taboado foi contemplada com R$ 450 mil através de uma emenda parlamentar destinada pelos senadores Nelsinho Trad e Simone Tebet. A notícia foi comemorada pelo prefeito José Robson Samara em sua página oficial no Facebook, no momento da assinatura dos convênios. "Gostaria de agradecer especialmente ao deputado federal Beto Pereira e ao deputado estadual Gerson Claro por sempre nos ajudar a apresentar as demandas de Aparecida do Taboado e conseguir mais recursos", escreveu o prefeito.

 

Para o Hospital Regional da Capital, o investimento é de R$ 13 milhões para ampliação da unidade de atenção especializada. Esta verba será para abertura de 30 leitos de internação clínica e cirúrgica, 10 de UTI adulta e ampliação do setor de reabilitação, especialmente para pacientes da ortopedia.

Ainda existem investimentos na área Farmácia, almoxarifado, central de medicamentos e área de apoio logístico e técnico serão reformados, com um novo bloco sendo construído para receber estes setores. Foram mais R$ 970 mil para compra de 42 caminhões de lixo, que serão usados no sistema de manejo de resíduos sólidos para municípios do Estado.


Recursos

Com o aporte de emendas parlamentares, que chegam a R$ 30 milhões, serão liberados pelo ministro mais R$ 48 milhões a 50 municípios. Mandetta ponderou que assim que entrou no Ministério (Saúde) fez questão de verificar todas as emendas que estavam paradas neste setor. “Teve a liberação das impositivas, independente de partido”, adiantou.

Ele ressaltou que de emendas próprias da época que era deputado federal, houve recursos para cidades como Água Clara, Bandeirantes, coronel Sapucaia, Guia Lopes da Laguna.

Para o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, a ingestão de recursos na saúde nos municípios é essencial. “Sem eles (recursos), ficaria mais difícil fazer saúde pública, principalmente nos pequenos, nenhuma cidade investe menos de 25% em saúde, quando o obrigatório é 15%”.

Já o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a citar a importância destes recursos na atenção básica de saúde, assim como o decreto que prevê um adicional de 20% de produtividade, para as unidades de saúde da família que ampliarem o horário de atendimento, no Mato Grosso do Sul. (Informações do Campo Grande News)

Aparecida do Taboado

Categoria : Política

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.