• Home
  • Notícias
  • Política
  • ​Presidente e 1º secretário vistoriam a segunda fase de obras da reforma da ALMS

​Presidente e 1º secretário vistoriam a segunda fase de obras da reforma da ALMS

Agência ALMS | 09 de Agosto de 2019
​Presidente e 1º secretário vistoriam a segunda fase de obras da reforma da ALMS

      O deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, acompanhado do deputado Zé Teixeira (DEM), 1º Secretário da Casa de Leis, realizou nesta manhã (8) vistoria na segunda fase de obras de acessibilidade e adequação do prédio do Legislativo Estadual, construído há mais de 35 anos.

       Zé Teixeira ressaltou a necessidade de estruturação do prédio da Assembleia Legislativa. “Se você visitar os prédios ao lado, todos construídos há quase 40 anos pelo governador Pedro Pedrossian, é possível perceber que a Assembleia Legislativa foi pouco adequada às estruturações modernas, como a acessibilidade. Os gabinetes dos parlamentares não tinham uma padronização estabelecida, então, na gestão de Junior Mochi começamos as reformas, e estamos dando continuidade na legislatura do presidente Paulo Corrêa. Serão entregues até Dezembro 16 gabinetes padronizados nesta ala superior. Já o piso inferior será destinado à parte administrativa da Casa de Leis”, explicou o 1º secretário.

      O deputado Zé Teixeira também falou sobre a acessibilidade e a segurança das instalações do Legislativo Estadual. “A acessibilidade com as obras já executadas é grande avanço. Em relação à segurança do prédio, cumprimos as exigências do momento que estamos vivendo. Um prédio deste suporte e tamanho precisa ter uma segurança adequada, com saídas de emergência. Ninguém está livre de um incêndio, de um curto-circuito, e tudo que está sendo feito aqui é dentro do padrão exigido pelo Corpo de Bombeiros e pelo momento moderno vivido no Brasil”, reiterou o 1º secretário da Casa de Leis.

      Neder Schabib Péres, arquiteto responsável pelas obras de reforma física da Assembleia Legislativa, comentou os principais aspectos da obra e do prédio. “É necessário fazer o máximo possível para não descaracterizar todo o prédio, incluindo as fachadas e ambientes internos, pois os projetos originais do prédio são protegidos por direitos autorais. Estabelecemos um padrão para todos os gabinetes, de layout, área e equipamentos que integrarão as salas. Temos também a melhoria do sistema de ar-condicionado, que funciona a base de água, bombas e compressores enormes que produzem um ruído muito grande. Isso aperfeiçoa a distribuição dos aparelhos e evita os possíveis vazamentos que possam ocorrer, aprimorando também o desempenho acústico. O sistema hidráulico e de esgoto do prédio também está sendo atualizado, além das adequações junto ao Corpo de Bombeiros em relação a emergências possíveis. Estamos então melhorando a sinalização, a posição dos extintores intalados e as saídas de emergência”, explicou.

 

Reformas físicas

      A reformas físicas da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul começaram no final de 2017, com a reforma das redes de energia elétrica e de lógica, que compreende os sistemas de cabeamento e dispositivos para internet, gerando economia e agilidade nos trabalhos. O plenário também foi reestruturado, os pisos do saguão da Casa de Leis substituídos, um novo elevador, novas rampas de acesso para cadeirantes, bebedouros, nas escadas faixas para aumentar a segurança e acessibilidade, além do cumprimento das normas impostas pelo Corpo de Bombeiros. Ainda serão finalizadas duas copas, outras duas já foram entregues, e a cozinha onde funcionava o restaurante foi demolida. Também houve a concretagem de novas rampas de acesso aos servidores.

 

 

Campo Grande

Categoria : Política

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.