• Home
  • Notícias
  • Rural
  • ​Presidente da ALMS participa de encontro sobre a cadeia produtiva da borracha

​Presidente da ALMS participa de encontro sobre a cadeia produtiva da borracha

Agência ALMS | 12 de Março de 2019
​Presidente da ALMS participa de encontro sobre a cadeia produtiva da borracha

      O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), Paulo Corrêa (PSDB), participou nesta segunda-feira (11), na Federação das Indústrias (Fiems), do 1º Encontro da Cadeia Produtiva da Borracha, que termina hoje (12).

      O encontro, realizado pela Fiems e Famasul, tem o objetivo de discutir as formas de plantio da seringueira, colheita do látex, uso industrial da matéria prima, importação e exportação de produtos derivados, e assim, reestruturar o projeto de produção de borracha já existente no Estado.

      Para o presidente da Assembleia, a produção da borracha é mais uma oportunidade de desenvolvimento e geração de emprego e renda. Ao participar do encontro Paulo Corrêa afirmou que a Assembleia é parceira do projeto. “Nós já lideramos um projeto desses no município de Cassilândia, onde o intuito era fazer um polo e agora queremos continuar com esse trabalho. Só pelos números, já somos destaque no Brasil. A Assembleia está à disposição para contribuir com o amparo legal que for necessário para construir esse projeto”, ressaltou. 

      O Presidente da Fiems, Sérgio Longen, afirmou que o encontro visa estimular a produção de borracha no Estado.

      “É projeto antigo, que criou o polo da borracha na região de Cassilândia e Paranaíba, mas que precisa de um estímulo e de uma readequação porque novas tecnologias foram pesquisadas e colocadas à disposição dos produtores. Por isso, precisamos reestruturar um projeto que vai desde o incentivo da produção, passando por tecnologia e inovação até a industrialização desse produto”, afirmou.

      Atualmente, Mato Grosso do Sul conta com cerca de 12 milhões de pés de seringueira, totalizando 22 mil hectares plantados. O montante já é suficiente para produzir a primeira remessa de borracha natural, tecnicamente conhecida como GEB (Granulado Escuro Brasileiro), proveniente do coagulo do látex da seringueira.

      Em seu primeiro dia, o encontro contou com a participação do presidente da Fiems, Sérgio Longen, do presidente da Famasul, Mauricio Saito, do presidente da Assembleia Legislativa, do diretor-corporativo da Fiems, Cláudio Alves, de técnicos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) e representantes da Bioworldtech, empresa de biotecnologia para o agronegócio.

 

Campo Grande

Categoria : Rural

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.