• Home
  • Notícias
  • Saúde
  • ​Marçal afirma a importância de combater a depressão na adolescência

​Marçal afirma a importância de combater a depressão na adolescência

Agência ALMS | 24 de Abril de 2019
​Marçal afirma a importância de combater a depressão na adolescência

      Na manhã do dia 23 de abril, o deputado Marçal Filho (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente, reforçou a necessidade da presença de profissionais interdisciplinares nas escolas para atender crianças e adolescentes, com ênfase aos setores de psicologia e assistência social.

      O deputado comentou sobre o suicídio de uma adolescente de 17 anos, no último domingo (21). A menina era assistente de palco de um programa de televisão e sofria de depressão. Conforme o deputado, a depressão é um assunto que deve ser tratado com mais seriedade pelo Poder Público, por ser uma questão de saúde, e considerando que muitos jovens e adolescentes estão sendo vítimas da doença sem receber apoio suficiente da família e da escola para superação.

      Marçal entende que a presença de psicólogos e assistentes sociais prestando auxílio aos profissionais da educação poderá colaborar com a formação das crianças e com o combate à depressão, mas a atenção dos pais continua sendo o foco. “Entendemos que a responsabilidade para combater o alto índice de depressão entre os adolescentes é de todos, não apenas dos profissionais da educação ou de psicólogos e assistentes sociais, muito embora entenda importante a participação desses profissionais na formação das crianças. Mas precisamos também da sensibilidade dos pais, do contato deles com as crianças, os filhos precisam de atenção”, disse o parlamentar.

      O deputado afirmou que, com as novas tecnologias, muitas pessoas perdem o contato pessoal com a família, e que isso pode ser prejudicial à saúde mental das crianças e adolescentes. De acordo com Marçal, será realizada audiência pública com a participação de psicólogos e assistentes sociais, além da Secretaria de Educação e professores, no dia 7 de maio de 2019, para discutir boas práticas na educação e para que seja solicitado ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul que disponibilize mais assistentes sociais e psicólogos nas escolas para o atendimento dos alunos e para suporte aos profissionais da educação. “Espero que os parlamentares se sensibilizem com a causa e que a audiência pública seja um momento de conscientização para todos”, finalizou o deputado.

 

Exames médicos pelo SUS

      Na tribuna, também abordando assunto ligado à saúde pública, o deputado falou sobre a dificuldade da população em realizar exames novos ou mais complexos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente na cidade de Dourados.

       “Nós estamos vendo a cada dia orientações do Ministério Público para a realização de exames pelo SUS. Existem exames que o SUS não cobre, e as pessoas não têm condições de pagar”, disse o deputado. Para ele, “não adianta a pessoa fazer de tudo para conseguir uma consulta com especialista pelo SUS, e depois disso, o médico pedir exames que não poderão ser custeados”.

      Embora tenha afirmado que o SUS seja um dos melhores sistemas de saúde do mundo, Marçal apontou que os recursos não fazem frente aos custos dos exames, que são muito caros. Dessa forma, o deputado defendeu maior cobertura de exames complexos pelo SUS, maior esforço em fazer parcerias e investimento em estrutura, pois a falta de médicos em cidades menores, segundo o deputado, também ocorre por conta da infraestrutura oferecida apenas nos grandes centros.

 

Campo Grande

Categoria : Saúde

Heller
Nenhum comentário encontrado.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios.