?Grupo SOS Paraná recebe apoio da UNESP e dados de pesquisa acadêmica podem engrossar processos contra Sanesul
Geral

?Grupo SOS Paraná recebe apoio da UNESP e dados de pesquisa acadêmica podem engrossar processos contra Sanesul

Costa Leste News Camila Helem, da redação
11/07/2019
8

      Aparecida do Taboado (MS) – Na manhã de ontem, quarta-feira (10), membros da comissão SOS Paraná se reuniram na Pousada São Matheus onde recepcionaram comitiva de docentes e alunos da UNESP Ilha Solteira e grupo de navegadores que estão apoiando o movimento contra o local onde foi escolhido para instalação do novo emissário de esgoto da Sanesul, às margens da represa do Rio Paraná, considerada área turística do município.

      Discentes e docentes da Universidade iniciaram na quarta-feira uma pesquisa acadêmica que vai avaliar, através de parâmetros científicos, o índice de qualidade da água e identificar possíveis índices de contaminação na área onde é hoje o atual emissario do esgoto, no córrego Rondinha e também nas águas da represa.

    “O que aconteceu aqui hoje é que foi instalado um evento de políticas públicas, onde a sociedade civil organizada sensibilizou o setor público estadual de São Paulo (UNESP), representado por 3 discentes e 3 docentes que iniciarão um trabalho de dissertação de mestrado que alimentará os processos que correm a nível estadual e federal acerca do lançamento do novo emissário da ETE de Aparecida do Taboado”, explicou a mobilizadora Dra. Leila Mussi, integrante da comissão SOS Paraná e uma das líderes do movimento.

    Segundo Leila, durante a pesquisa serão coletadas várias amostras que serão submetidas à análise de dados, cujo resultado será anexado aos processos que já tramitam no Ministério Público Estadual de MS e na Justiça Federal.

    De acordo com a aluna Natasha Ulhiana F. Ribeiro, que participa do Programa de Pós Graduação de Engenharia da Unesp e será a autora da dissertação, sob coordenação do professor Dr. Sérgio Luis de Carvalho, do departamento de Biologia e Zootecnia da Unesp, o trabalho científico funcionará como um marco zero nesse âmbito e fará a análise de 40 amostras coletadas ao longo de 10 meses, “nós vamos aliar dados acadêmicos e científicos com um problema real enfrentado não só por uma comunidade, mas toda uma região”, enfatizou ela.

    Dra. Leila acredita que esse apoio será fundamental para o grupo SOS Paraná e vem somar esforços na luta por essa causa que ela intitula como ‘caso de saúde pública’. Ela aproveitou para agradecer a participação e colaboração de todos os membros da comissão SOS Paraná, dos professores e alunos da Unesp, em especial do professor Marcos Chiquiteli, que também é vice-presidente da Associação Náutica de Ilha Solteira-SP, dos ribeirinhos, rancheiros e velejadores que estiveram presentes e estão apoiando o movimento.

    O grupo SOS Paraná nasceu a partir do movimento encampado por grande parte da população aparecidense e regional contra o local onde estava sendo instalado o emissário de esgoto pela Sanesul considerado de grande relevância turística e econômica não só para Aparecida do Taboado, mas para toda a região. O grupo ressalta que não é contra a ampliação da ETE, mas contra o local onde o emissário será instalado e questiona a qualidade do tratamento feito pela empresa SANESUL, conforme documentos já em posse das autoridades.

    Entre muitas ações, ao longo desse período, o grupo SOS Paraná protagonizou importante audiência pública convocada pela Câmara Municipal a respeito do tema, uma mobilização na Ponte Rodoferroviária, participação em Audiência Pública na Assembleia Legislativa e vários movimentos para sensibilizar a sociedade civil organizada, os poderes públicos e o setor privado., “existem dados novos a serem tramitados nos órgãos públicos competentes que poderão, por sua vez, capilarizar outros responsáveis públicos que se omitiram de dados fatídicos e reais e que hoje apoiam essa obra desastrosa para o turismo, meio ambiente e saúde pública, pois, uma área de balneabilidade não pode ser uma área de lançamento de esgotos”, finaliza Leila.

 

 

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.